O menino do centro

spUma quarta-feira qualquer numa padaria no centro de São Paulo.

– Ô tio, tem um trocado pra me arrumá?

Com a cabeça tomada pelo stress cotidiano, pensa em passar reto, mas olha de rabo de olho e diz:

– Trocado eu não tenho, mas posso te pagar um lanche. Quer?

– Quero um salgadinho, tio.

Observando o menino devorar o conteúdo venenoso dentro do pacote, com embalagem de cores vibrantes bem famoso entre as crianças, percebeu que aquela fome não era somente a que vinha do estômago. Era a fome que vinha também do coração sedento por atenção.

Era possível perceber o brilho em seus olhos por conta de um curtíssimo diálogo e 5 reais gastos – o que nem chegava perto do preço dos lanches diários de seus filhos.

O brilho no olhar era por estar com alguém que realmente lhe deu atenção e pôde lhe oferecer algo caro que as crianças ~normais~ comiam no recreio. Aliás, o recreio já não fazia mais parte de sua realidade.

– E você, tio, não está com fome?
– Não, estou com sede.
– Pede um copo d’água pra moça, ela é mó firmeza.

Observou com atenção a simplicidade do menino, predestinado a ser seu futuro inimigo, e perguntou:

– Sua mãe está trabalhando?
– Minha mãe morreu. Eu moro com meu pai, mas ele sempre está doidão.
– Como assim doidão?
– Ah, tio, desde que minha mãe morreu ele bebe o dia inteiro. Às vezes me bate sem eu fazer nada.
– E você está indo pra escola?
– Parei de ir, meu pai disse que eu preciso trabalhar, ganhar dinheiro.

O homem que sempre vivia ocupado parou por um momento. Hipnotizado pelo desesperançoso olhar do menino. Confuso, não sabia como se sentir depois de ter feito a comparação entre a vida de seus filhos com a vida do menino.

Após se despedirem, pôde finalmente compreender a essência da simplicidade entre o rosto de uma criança, um copo d’água e um abraço.

Mas, também compreendeu a injustiça, o sistema falho, o descaso e a culpa.

Foto de Felipe Ortiz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s