Enfim livres

cronica
Euforia. Definição perfeita para os jovens que logo querem sair da casa dos pais e morar sozinhos. Liberdade é o que todos querem. Sair e chegar a hora que quiser (e com quem quiser), fazer festas e mais festas sem ligar para a opinião do vizinho, ouvir heavy metal no último volume às 3h da manhã, nunca mais comer verduras, legumes e frutas, só fast food! Arrumar a cama? Nunca mais. Lavar o banheiro todo sábado? Esquece! “Tira a toalha molhada de cima da cama”, não, obrigada. Aparentemente, uma vida perfeita.

Mas será que realmente viver assim é viver no paraíso?
Esta liberdade tem um custo, e é altíssimo. Em contrapartida da vida super feliz e liberal, temos que lavar, passar, cozinhar e limpar. Será que no pacote das mil maravilhas estava inclusa a solidão? Principalmente nas noites e nas tardes de domingo. E o medo de fantasmas, baratas, aranhas e todo tipo de ser estranho que sua imaginação, extremamente fértil, pode criar? Acho que não.

Com o tempo você não tem mais dinheiro pra sair a hora quiser (e com quem quiser) e nem para dar festas e mais festas. Você não terá cabeça o suficiente para ouvir nem um Chico, quem dirá Black Sabbath? Seu corpo estará fraco, seu rosto pálido por falta de nutrientes e vitaminas, que fast food não contém. Você sentirá raiva de você mesmo quando perceber a situação da sua casa, mas você é incapaz de limpá-la e a manter organizada diariamente.

Morar só é um grande aprendizado, sem dúvidas. Mas como saber se estou realmente pronto para viver esta experiência? Você deve estar preparado para ficar horas comparando preços em mercados, contentar-se com a marca de sabão ‘não tão boa’, levar lanche para a faculdade, convidar o pessoal pra tomar cerveja sábado a noite em casa e passar o domingo todo limpando – sozinha, é esquecer aquela viagem para o exterior por falta de grana, é passar por muito perrengue e saber lidar com diversas situações – sozinha. É ter responsabilidade consigo mesmo, é deletar da sua mente a frase “Oh mãããe” e se jogar num mundo de possibilidades.

Os jovens que moram sozinhos já passaram ou passarão por isso. Ou não, depende de sua classe social. Enfim, só sei de uma coisa: conquistar independência cedo resulta na valorização do trabalho, dos estudos, do dinheirinho suado e definitivamente da família e amigos. E isso é maravilhoso.

3 Comments

  1. Você escrita!
    Parabéns pela inicitiva do blog, pelo texto, e por ter se jogado em busca desse independência. E mais ainda, por ter aprendido e crescido com isso.
    Você é ótima e sabe disso. Sucesso, bonita!!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s